domingo, dezembro 31, 2006

Prazeres do ano: blogues

- Esta entrada do Bruno no Avatares intitulada Engates com a qual concordo a 100%. É por concordar inteiramente com este texto do Bruno que achei aquele engate de Match Point na sala de bilhar de uma foleirice que me fez lembrar mais uma novela mexicana do que uma película do grande W. Allen.

- A entrada Hezbollah Fashionable do Luís na Natureza do Mal. Nao concordo com a totalidade do texto, mas é isso que eu espero da esquerda, que seja crítica em vez de se confinar a manadas opinativas, que produza diversidade de leituras e que nao reduza a realidade aos bons e aos maus, tracando riscos no chao, aqui estás tu, aqui estou eu.

- A loja da Eva da Eva Lima, uma mulher a tempo inteiro no Filhos e Cadilhos. Os filhotes da Eva devem adorar aquela bonecada.

sábado, dezembro 30, 2006

Chiclete, mastiga e deita fora


Rumsfeld aperta o bacalhau ao seu aliado Saddam, 20-12-1983

Saddam foi mais uma entre as muitas chicletes dos EUA. Enquanto estava docinha aquilo é que foi mastigar, mas mesmo quando o doce acabou, a chiclete Saddam serviu para justificar a máquina de guerra e os interesses petrolíferos, até a morte de Saddam fui chupada até ao tutano, para servir de aspirina apressada para a dor de cabeça iraquiana.

Como refere a Ana Gomes muitos governantes estrangeiros (incluindo Donald Rumsfeld) haviam sido cúmplices ou encobridores dos crimes de Saddam. Um dos crimes que esteve na base da condenação de Saddam teve a preciosa ajuda dos EUA que forneceram as fotos áreas das regiões curdas a gasear. A matança curda teve ainda o detalhe sórdido de o Congresso americano ter recusado a sua condenação pública pouco depois dos factos.

Mas não há vergonha na cara, hoje em dia as principais chicletes dos EUA são as petromonarquias da península arábica, nomeadamente a Arábia Saudita, onde se cometem crimes diários de fazer inveja ao próprio Saddam.

Ler entrada do Bruno no Avatares.

sexta-feira, dezembro 29, 2006

Prazeres do ano: o filme

O filme "Partículas Elementares" de Oskar Roehler, baseado no livro do mesmo nome de Michel Houellebecq. Ler comentário Klepcinema.

COROT em busca de planetas como a Terra

Foi ontem lancado do Cazaquistao o satélite COROT (imagem ESA) que terá como missão detectar planetas fora do sistema solar. O objectivo é tentar detectar planetas de tamanho comparável ao da Terra, espera-se na melhor das hipóteses detectar planetas uma vez e meia a Terra. A missão COROT é uma missão francesa da responsabilidade do CNES. Ver aqui a excelente página oficial do COROT.

quarta-feira, dezembro 27, 2006

Prazeres do ano: o vinho

Este Gewürtztraminer de Rosacker produzido pelas Caves Vinícolas de Hunawihr na Alsácia é isto e muito mais:

La robe est profonde et d’un beau doré, le bouquet se nuance de caramel et de poivre, de miel et de réglisse. L’ attaque est franche, sur le fruit confit, capiteux sans excès, moelleux à souhait, il termine chaleureusement sur des épices.
Données analytiques : alcool : 13,6 % vol sucre : 26 g/l


O preco deste nectar que deixa um Pera Manca a um canto, está muito longe das chulices - frequentemente acompanhadas de aldrabice - que se praticam em Portugal. Menos de 10€.

Para viciados em mapas

"Le Dessous des Cartes" de Jean-Christophe Victor, edição conjunta da ARTE éditions e da Tallandier, é uma compilação em livro dos excelentes programas do mesmo nome apresentados pelo autor no canal ARTE. "Le Dessous des Cartes" divide-se em duas partes: Itinéraires Géopolitiques e Le Monde qui vient. Na primeira parte encontramos secções sobre Kaliningrado, os Balcãs, a geopolítica dos oleodutos, o canal do Panamá, a Moldávia, o Médio Oriente, o Petróleo, a Gronelândia, a Palestina, etc. Na segunda parte os mapas ilustram temas como a proliferação nuclear, os conflitos da Chechénia ou da Costa do Marfim, a riqueza e a pobreza das nações, o aquecimento global, etc.

sábado, dezembro 23, 2006

O significado do beijo entre Uhura e o capitao Kirk

A minha cronica de hoje no Portal do Astronomo é dedicada ao beijo entre Uhura e o capitao Kirk, que foi o primeiro beijo a ser transmitido na televisao americana entre um homem branco e uma mulher negra. O beijo aconteceu no episodio Plato's Stepchildren da série Caminho das Estrelas transmitido em 1968.

Esquerda e neoliberais mesmo combate?

Esta entrada do Abrupto ilustra com muita clareza o último parágrafo da minha entrada anterior. Os meus amigos de esquerda que são contra o Tratado Constitucional, com o argumento que este vai no caminho do neoliberalismo, arriscam-se a ir para a rua defender o Não lado a lado com aqueles que dizem combater...

Acho que está na hora da esquerda que defende o Não iniciar uma séria reflexão sobre o assunto. Não é preciso ir muito longe, basta ler a história dos tratados europeus, basta comparar que tratado é mais "neoliberal", o Tratado de Nice ou o Tratado Constitucional.

sexta-feira, dezembro 22, 2006

Os Intelectuais e o Liberalismo

Publicado pela Odile Jacob com o título "Pourquoi les intellectuels n’aiment pas le libéralisme", título muito mais de acordo com o conteúdo da obra, foi traduzido para português como "Os Intelectuais e o Liberalismo". Esta obra de Raymond Boudon propõe-se acima de tudo explicar a falta de popularidade das ideias liberais junto dos intelectuais. Na minha opinião, o livro não cumpre esse objectivo. Perde-se em explicações intrincadas que revelam acima de tudo uma óbvia aversão de Boudon às ciências sociais. O autor revela também lacunas graves quando ataca os estudos realizados na área da psicologia, ao referir-se a Freud como se de um charlatão se tratasse, referindo-se aos seus trabalhos como investigação duvidosa. Dadas as excelentes relações entre Freud e Einstein, a dada altura da minha leitura temi que Boudon classificasse a teoria da relatividade de Einstein como igualmente duvidosa. Um autor que envereda por estes caminhos não poderia dar descanso aos seus ódios de estimação, como é o caso do paupérrimo e gratuito ataque ao escritor Michel Houlebecq.
Em relação à opção do autor de dividir o campo das ideias entre liberais e iliberais é meio caminho andado para a obra perder boa dose de credibilidade.
Mas, "Os Intelectuais e o Liberalismo" também tem os seus pontos positivos. A obra ajuda a perceber com clareza as várias tendências - de esquerda e de direita - e os vários níveis de liberalismo, que tanta confusão geram tanto na direita como na esquerda deste nosso país. Pode ter uma função pedagógica para os liberais de direita, para impedir a mistura com menos frequência de ideias e de conceitos claramente conservadores com os conceitos liberais. Para a esquerda a obra também pode ser útil, dado que ajudará a compreender porque é que aqueles que defendem as formas mais desumanizadas de liberalismo são contra o Tratado Constitucional da UE e a Declaração de Bolonha. Pode-se ser contra estes documentos por muitas razões, mas nunca porque serem “neo-liberais”. Os “neo-liberais”, esses, estarão do mesmo lado da barricada da esquerda que fizer oposição ao Tratado Constitucional ou a Bolonha.

quarta-feira, dezembro 20, 2006

terça-feira, dezembro 19, 2006

Dona Carolina

"Carlos Magno, na Antena Um, chamou-lhe dona Carolina. (...) Como não se chama dona à vereadora do PP nem à irmã, que são as únicas senhoras que me vêm à cabeça a esta hora dominical, a distinção da forma de tratamento deve querer dizer alguma coisa. Eles explicam logo a seguir. A mulher, esta mulher, era uma alternadeira." Luís na Natureza do Mal.

Nem mais Luís!


Um país kitsch e javardo
Este episódio Carolina, para além da questão judicial, vem revelar aquela faceta kitsch do nosso país sem a qual já não conseguimos viver. As revistolas e os jornalecos javardos forram as capas com a cara da Carolina, os jornais da TVI e da SIC passam em intermitência um bonequinho no canto do écran, durante uma hora, uma hora e meia, anunciam agora é que é, agora é que vem aí a reportagem da Carolina. Nos cafés, nos bares aprecio as caras dos homens, a excitação cresce, o fantasma da mulher que sai do bordel para se unir a um cliente, funciona como pólvora num país que vive a sexualidade entre o pudor religioso e a javardice marialvista. Agora é Carolina, há 6 meses atrás, foi Merche Romero, páginas e páginas de javardice, fotos de paparazzis de esgoto, da objectiva que aponta para o meio das pernas que se alongam na espreguiçadeira produz-se uma capa da revista de programação televisiva que se arruma lá em casa ao lado da santinha de fátima. De Merche a Carolina até à próxima excitação, a sexualidade destes homens segue para bingo, entre o puritanismo da eucaristia dominical e a beira de estrada, de preferência sem preservativo!

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Criacionismo visto pelo liberal Raymond Boudon

"O darwinismo [segundo os criacionistas] seria uma máquina infernal ao serviço do «modernismo». Grupos fanáticos do criacionismo vão mesmo ao ponto de propor que seja eliminada dos livros escolares destinados aos alunos americanos toda e qualquer referência aos dinossauros"

"Os Intelectuais e o Liberalismo", Raymond Boudon, pag.51, Gradiva, 2005.

Este parágrafo de Boudon ilustra bem a qualidade dos liberais lusitanos, entre os quais parte significativa não hesita em se vergar à banha da cobra criacionista. A palavra fanáticos não aparece ali ao acaso.

Barton Fink

"Barton Fink" dos irmãos Coen é uma excelente autocrítica ao cinema americano, nomeadamente à irresistível tentação de querer que a criação artística seja rentável à força, nem que para isso se tenha que matar a criatividade e a qualidade. Os irmãos Coen não o fazem por menos, em "Barton Fink" a indústria cinematográfica de Hollywood vai a Nova Iorque contratar os grandes escritores de peças de teatro para escrever enredos de filmes de boxe para a indústria californiana. Barton Fink (John Turturro) é um desses jovens talentos nova-iorquinos que se prepara para dar o salto do teatro para o cinema, mas quando Barton Fink parte para Hollyoowd fá-lo já sem grandes ilusões...
"Barton Fink" é uma obra-prima dos irmãos Coen, na minha opinião o seu melhor filme, inteligente, denso sem ser pesado, cáustico, onde se podem apreciar cenas e sequências cinematográficas do melhor que se produz na sétima arte e que conta com uma grande interpretação de John Turturro.

sábado, dezembro 16, 2006

Sábado em Coimbra XXXII: novo museu da ciência

O Laboratório Chimico foi um dos primeiros edifícios do mundo a ser equipado com salas e laboratórios dedicados às aulas de química. Hoje é o mais antigo entre os que restam desses tempos. Uma relíquia que melhorou com a integração do novo museu da ciência, um dos melhores que vi até hoje, com um conjunto de experiências em várias áreas que podem ser efectuadas pelo simples visitante. A não perder, para quem visitar Coimbra.

Ler ainda esta entrada da Sofia Araújo no Conta Natura.

Sábado em Coimbra XXXI

sexta-feira, dezembro 15, 2006

Este maravilhoso país centralista

Ontem:
Bruxelas->Lisboa em 2:40 de avião;
Lisboa->Coimbra em 1:50 no Alfa;
Coimbra-> Figueira da Foz em mais de 3 horas!!! 2:30 de seca na estação (o horário não prevê ligação do Alfa à Figueira) + 30 e tal minutos de comboio.
Viva o Lisboaquistão!

segunda-feira, dezembro 11, 2006

A importância do Tribunal Penal Internacional

...vê-se no dia em que morre um dos maiores facínoras que jamais exitiu no planeta Terra, sem nunca ter sido julgado e condenado.

Não esqueceremos a ajuda preciosa que o mesmo facínora recebeu no fatídico 11 de Setembro de 1973, tal como não esqueceremos quem foram os outros facínoras que o ajudaram.

Pepe na selecção?

Está ao nível dos craques do Scolari: o Ricardo, o Quim, o Boa Morte, o Ricardo Costa e o Hugo Viana.

quinta-feira, dezembro 07, 2006

Chegou a France 24

Para quem já não tinha pachorra para Sky e CNNs, existe finalmente uma alternativa àqueles serviços noticiosos em tom paternalista lá do alto dos impérios para a miserável plebe mundial. A France 24, o novo canal francês de notícias de 24 horas, começou a emitir desde ontem.

Como curiosidade refira-se que um dos motivos que levou à decisão de criação desta cadeia de televisão deve-se à censura dos aplausos ao discurso de Villepin contra a invasão do Iraque na ONU em 2003, que tanto a CNN como a Fox News (nesta, este tipo de coisas fazem parte do cardápio) decidiram cortar durante a transmissão que efectuavam na altura.

PS- Agora é só pedir aos serviços de TV por cabo para substituir a Fox pela France 24.

terça-feira, dezembro 05, 2006

Supercomputador Milipeia

Hoje, o Centro de Física Computacional do Departamento de Física da Universidade de Coimbra inaugurou o supercomputador "Milipeia", que é agora o mais poderoso computador instalado em Portugal dedicado à investigação científica. Para os interessados clicar aqui para mais informações.

domingo, dezembro 03, 2006

Filme europeu do ano: A vida dos outros

"A vida dos outros", o primeiro filme de Florian von Donnersmarck, com Martina Gedeck e que narra a história de um agente da Stasi na ex-RDA, foi o vencedor do prémio do melhor filme europeu de 2006.

sexta-feira, dezembro 01, 2006

Manifesto dos gajos altos

A tabela de dimensões de camas publicada pelo Bruno é arrepiante para a malta de perna longa. Pior, só camas de 1,90m rematadas por uma espessa tábua que me fazem sonhar a noite toda com a panóplia de golpes de Shotokan ou com o grande Houdini trancado num baú. Mas a verdadeira tortura é passar uma semana num hospital de perna partida deitado numa cama de 1,90m rematada por uma grelha barras metálicas...

Camas de 2,10m já e em força!
(mesmo assim não dão para grandes cambalhotas)