quinta-feira, novembro 06, 2003

Os "bitaites" de Pacheco

Pacheco Pereira mostra na posta "Estado de Direito"a sua indignação pelo facto de não ter aparecido o Corpo de Intervenção da GNR a abrir a porta férrea da Universidade de Coimbra. Independentemente de se concordar ou não com os protestos, aquilo que se está a passar é algo que pertence ao foro interno da Universidade de Coimbra e foi assim que foi entendido pelo reitor Seabra Santos.
Correndo o risco de desiludir Pacheco Pereira e as televisões que esperam como vampiros, o reitor está a tentar resolver o problema sem recurso à violência, talvez isto choque alguns defensores da tese estudante=terrorista mas a verdade é que o que está em causa são apenas edifícios pertencentes à Universidade e como tal não faz sentido que pessoas exteriores à mesma venham opinar acerca do que deve ser feito.
Pacheco Pereira que tanto defende a autonomia nacional tem de respeitar também a autonomia desta Universidade. Se tem direito à opinião? claro que tem, mas podia aproveitar o seu famoso ódio a Coimbra para se manter a uma distância respeitável.

Sem comentários: