quinta-feira, outubro 16, 2003

O que é que se faz no parlamento?

Tenho andado intrigado ultimamente com o facto de Paulo Pedroso ter esta ânsia maluca em voltar para o parlamento. Para já acho muito estranho que um homem que sai da prisão se dirija imediatamente para a assembleia da república, será que não se lembrou de sítio melhor? Eu por mim acho que preferia ir para casa tomar um banho sem ter medo de deixar cair o sabonete ou pelo menos calçar as pantufas e beber um bom whiskey esparramado no sofá, mas Paulo Pedroso achou que o que lhe apetecia mesmo era empoleirar-se numa mesa parlamentar... Não percebo.
Depois, se o homem tinha suspendido o mandato por ser suspeito de um crime e se ainda permanece nessa condição, que razão tão forte o move para voltar a "deputar"?
De resto, olhando para as caras de enfado dos deputados da nação quando estão a cumprir as suas funções, ninguém acredita que seja o emprego mais divertido do mundo.

Só pode haver uma explicação, passa-se algo nas caves da assembleia que o comum dos mortais não conhece e que certamente deixa tremendas saudades a todos os que lá entram. Será que existe um complexo de saunas e clubes nocturnos com o serviço feito por gueixas (ou gueixos)? Será uma casa de ópio onde os nossos ilustres se deixam adormecer langorosamente enquanto discutem decretos de lei? Aceitam-se apostas mas a verdade é que existe algo de viciante naquele local maléfico e quem experimenta já não consegue largar.

Proponho que se faça uma linha de ajuda a ex-deputados ou grupos de ajuda "Deputado Anónimo" para que estas vítimas inocentes da vontade popular possam ser integradas na sociedade e levem uma vida normal.

Paulito, tu és capaz! basta quereres...

Sem comentários: