sexta-feira, setembro 26, 2003

Palmas para a igreja

Venho por este meio felicitar a Igreja Católica ou para ser mais exacto as suas cúpulas (não confundir com cópulas) pela extrema coerência com que continuam a agir, desprezando por completo as diferenças culturais entre os fiéis e fechando os santos olhos ao correr dos tempos.

Pois é senhores cardeais (coitado do papa que ninguém o deve ter avisado ainda), expulsaram o teatro e as gaitas-de-foles das igrejas na Idade Média, no Renascimento proibiram as vihuelas e outros instrumentos de corda e agora chegou a vez das palmas. Sugiro que vão mais longe, acabem com os bancos, voltem ao latim e se mesmo assim ainda houver algum cristão a sorrir pelo canto da boca enquanto ouve as escrituras sagradas, distribuam chicotes à entrada e promovam a auto-flagelação, mas que se chicoteiem descompassadamente, Deus nos livre e guarde do ritmo!

Sem comentários: